Emprego volta a crescer depois de 22 meses
20/03/2017 - 10h18 em Notícia

 

 

Pela primeira vez em 22 meses a economia brasileira voltou a gerar empregos. De acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados, o Caged, o mês de fevereiro teve 35 mil e 600 contratações a mais do que demissões. O número é uma boa notícia para o Governo, que propôs diversas medidas para tentar reduzir a taxa de desemprego no país.

Um exemplo é a Reforma Trabalhista, que tem como objetivo dar mais força para os acordos entre funcionários e empregados. O professor do Departamento de Economia da PUC do Rio de Janeiro, José Márcio Camargo, acredita que a medida vai favorecer a retomada do emprego.

“Para o trabalhador vai ter maiores oportunidades de trabalho porque o empregador vai estar mais disposto a empregar trabalhadores e, consequentemente, vai ter melhores condições de funcionamento do mercado de trabalho. O que favorece muito o trabalhador, porque vai ter menos desemprego.”

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!
PUBLICIDADE